DESTAQUE nº 55 - JAN 2017
DESTAQUE nº 56 - MAI 2017
DESTAQUE Nº 57 - SET 2017
DESTAQUE Nº 58 - JAN 2018
DESTAQUE Nº 59 - JUL 2018
Sistemas de Canalização
Especificações e Gamas
Aplicações
Certificação
Tubos de aço
Acessórios de Tubagens
Roscas de Tubagens
Válvulas Ranhuradas
Válvulas Industriais
Processos de ligação
Fichas técnicas - Sistemas
Instalação - Orientações
Documentação APTA
Cálculo Hidráulico
Jornadas técnicas
Documentos de Inspecção
Notícias
FAQS
Quem Somos
 
Apoio Técnico
Realização de Jornadas Técnicas
Europeia-CEN
Internacional-ISO
Representação
Participação em feiras
Visitas de estudo
Empresas Associadas
Estatísticas
contactos
Links
PESQUISA
LOGIN

Recuperar senhaRegisto
Newsletter
Nacional-IPQ

CT 18 - Elementos de tubagem: Tubos, Válvluas e Acessórios

Presidente: Eng.º José Saldanha (SAINT-GOBAIN PAM Portugal S.A.)

Secretário: Eng.º Paulo Gomes (APTA)

Vogais:

- Eng.ª Alexandra Peixoto (CATIM)

- Eng.º Batista Frank (Perfiltubo Lda.)

- Eng.º Bruno Marques (FERPINTA S.A.)

- Eng.º Bruno Santos (FUCOLI-SOMEPAL S.A.)

- Eng.º Carlos Silva (AIMMAP)

- Eng.º Carlos Ferreira Silva (Lisboagás)

- Eng.º Carlos Silva Ribeiro (APF)

- Eng.º Cristovão Bento (ENVC S.A.)

- Eng.ª Elsa Pereira (LNEC)

- Eng.º Hélder Silva (FERPINTA S.A.)

- Eng.º Leitão Correia (ISQ)

- Eng.º Paulo Vasconcelos (GALPENERGIA)

- Eng.º Pedro Castro (CATIM)

- Eng.º Oliveira Marques (J. J. Marques Lda.)

- Eng.ª Sandra Silva (EUMEL Lda.)

 

Actividade normativa:

A “CT 18 - Elementos de Tubagem. Tubos, Válvulas e Acessórios”, gerida pelo Organismo de Normalização Sectorial CATIM (Centro de Apoio Tecnológico à Indústria Metalomecânica), desenvolveu de 1996 e 2013 a seguinte actividade normativa:

 

 Ano

 Tipo

Referência

Título

Nº Pág.

Estado

1996

Versão Portuguesa de Norma Europeia

NP EN 10242

Acessórios em ferro fundido maleável roscados.

 

47

Terminada1)

1997

 

Versão Portuguesa de Norma Europeia

NP EN 10208-2

Tubos em aço para redes de fluídos combustíveis. Condições técnicas de fornecimento.

Parte 2: Tubos de classe B.

65

Terminada1)

1998

Versão Portuguesa de Norma Europeia

NP EN 10208-1

Tubos em aço para redes de fluídos combustíveis. Condições técnicas de fornecimento.

Parte 1: Tubos de classe A.

52

Terminada1)

 

 

Versão Portuguesa de Norma Europeia

NP EN 10240

Revestimentos para protecção interior e/ou exterior de tubos de aço. Especificações para os revestimentos de galvanização por imersão a quente em instalações automatizadas.

19

Terminada1)

 1999

Versão Portuguesa de Norma Europeia

NP EN 1562

Fundição – Ferro Fundido Maleável

18

Terminada1)

 

Versão Portuguesa de Norma Europeia

NP EN 10242:1996/A1

Acessórios em ferro fundido maleável roscados. Emenda A1.

 

 

6

Terminada1)

 

Errata de Versão Portuguesa de Norma Europeia

NP EN 10242 Errata Dez.99

Acessórios em ferro fundido maleável roscados. Errata à NP EN 10242 de Dez. 1999.

 

1

Terminada1)

2000

Versão Portuguesa de Norma Europeia

NP EN 10284

Acessórios em ferro fundido maleável com extremidades de ligação por compressão para sistemas de tubagens em polietileno (PE)

24

Terminada1)

 

Versão Portuguesa de Norma Europeia

NP EN 1092-2

Flanges e suas junções - Flanges circulares para tubagens, válvulas, acessórios e ligações, designação PN - Parte 2 : Flanges em ferro fundido.

45

Terminada1)

 

Versão Portuguesa de Norma Europeia

NP EN ISO 8434-1

Acessórios de tubos metálicos para transmissões hidráulicas e pneumáticas e aplicações gerais.

Parte 1: Acessórios à compressão

38

Terminada1)

 

Versão Portuguesa de Norma Europeia

NP EN ISO 10807

Mangueiras – Mangueiras metálicas flexíveis entrançadas destinadas à protecção de cabos eléctricos em atmosferas explosivas

20

Terminada1)

 

Versão Portuguesa de Norma Europeia

NP EN 593

Válvulas industriais. Válvulas de borboleta metálicas.

17

Terminada1)

 

Versão Portuguesa de Norma Europeia

NP EN 736-2

Válvulas. Terminologia.

Parte 2: Definição dos componentes das válvulas.

18

Terminada1)

2001

Versão Portuguesa de Norma Europeia

NP EN ISO 1127

Tubos de aço inoxidável.

Dimensões, tolerâncias e massas convencionais por unidade de comprimento (ISO 1127:1992)

12

Terminada1)

 

Versão Portuguesa de Norma Europeia

NP EN 10284

Acessórios de ferro fundido maleável com extremidades de ligação por compressão para sistemas de tubagens em polietileno (PE)

23

Terminada1)

 

Versão Portuguesa de Norma Europeia

NP EN 10242:1996/A2

Acessórios em ferro fundido maleável roscados. Emenda A2.

 

 

4

Terminada1)

2002

Versão Portuguesa de Norma Europeia

NP EN 558-1

Válvulas industriais. Dimensões face-a-face e face-a-eixo de válvulas metálicas utilizadas em sistemas de tubagem com flanges.

Parte 1: Designação PN das válvulas.

24

Terminada1)

 

Versão Portuguesa de Norma Europeia

NP EN 39

Tubos de aço para andaimes e escoramentos, construídos com tubos e acessórios – Condições técnicas de fornecimento

18

Terminada1)

2004

Versão Portuguesa de Norma Europeia

NP EN 10312

Tubos soldados em aço inoxidável para o transporte de líquidos aquosos, incluindo água destinada ao consumo humano – Condições técnicas de fornecimento

28

Terminada1)

 

Versão Portuguesa de Norma Europeia

NP EN 10305-3

Tubos de precisão em aço – Condições técnicas de fornecimento

Parte 3: Tubos soldados e calibrados a frio

24

Terminada1)

 

Versão Portuguesa de Norma Europeia

NP EN 10305-5

Tubos de precisão em aço – Condições técnicas de fornecimento

Parte 5: Tubos soldados e calibrados a frio quadrados ou rectangulares

24

Terminada1)

 

Norma Portuguesa

NP 4431

Ligações roscadas para instalações de gás.

Requisitos, materiais e características

20

 

Terminada1)

 

Versão Portuguesa de Norma Europeia

NP EN 10226-1

Roscas de tubagens para ligação com estanquidade no filete. Parte 1: Roscas exteriores cónicas e roscas interiores cilíndricas. Dimensões, tolerâncias e designação.

15

Terminada1)

 

Versão Portuguesa de Norma Europeia

NP EN 10266

Tubos em aço, acessórios e perfis ocos estruturais em aço – Símbolos e definições dos termos a utilizar nas normas de produtos

20

Terminada1)

2005

Versão Portuguesa de Norma Europeia

NP EN ISO 228-1

Roscas de tubagens para ligação sem estanquidade no filete.

Parte 1: Dimensões, tolerâncias e designação

(ISO 228-1:2000)

12

Terminada1)

 

Versão Portuguesa de Norma Europeia

NP EN 10246-3

Ensaios nãos destrutivos de tubos de aço. Parte 3: Ensaio automático por correntes de «eddy» de tubos de aço com e sem costura para a detecção de imperfeições.

14

Terminada1)

 

Versão Portuguesa de Norma Europeia

NP EN 10255

Tubos de aço não ligado com aptidão para soldadura e roscagem

Condições técnicas de fornecimento

25

Terminada1)

 

Versão Portuguesa de Norma Europeia

NP EN 10220

Tubos de aço com e sem costura - Dimensões e massas por unidade de comprimento.

13

Terminada1)

2006

Versão Portuguesa de Norma Europeia

NP EN 10025-2

Produtos laminados a quente de aços de construção.

Parte 2: Condições técnicas de fornecimento para aços de construção não ligados

35

Terminada1)

2007

Versão Portuguesa de Norma Europeia

NP EN ISO 8491

Materiais metálicos

Tubos (secção completa)

Ensaio de dobragem

(ISO 8491: 1998)

8

Terminada1)

 

Versão Portuguesa de Norma Europeia

NP EN ISO 8492

Materiais metálicos

Tubos

Ensaio de achatamento

(ISO 8492: 1998)

7

Terminada1)

 

Versão Portuguesa de Norma Europeia

NP EN ISO 8493

Materiais metálicos

Tubos

Ensaio de abocardamento

(ISO 8493: 1998)

8

Terminada1)

 

Versão Portuguesa de Norma Europeia

NP EN ISO 8494

Materiais metálicos

Tubos

Ensaio de rebordagem

(ISO 8494: 1998)

8

Terminada1)

 

Versão Portuguesa de Norma Europeia

NP EN ISO 8495

Materiais metálicos

Tubos

Ensaio de expansão do anel

(ISO 8495: 1998)

8

Terminada1)

 

Versão Portuguesa de Norma Europeia

NP EN ISO 8496

Materiais metálicos

Tubos

Ensaio de tracção do anel

(ISO 8496: 1998)

7

Terminada1)

 

Versão Portuguesa de Norma Europeia

NP EN 10255+A1

Tubos de aço não ligado com aptidão para soldadura e roscagem

Condições técnicas de fornecimento

29

Terminada1)

2008

Versão Portuguesa de Norma Europeia

NP EN 10219-1

Perfis ocos estruturais soldados e conformados a frio de aços não ligados e de grão fino

Parte 1: Condições técnicas de fornecimento

38

Terminada1)

 

Versão Portuguesa de Norma Europeia

NP EN 10219-2

Perfis ocos estruturais soldados e conformados a frio de aços não ligados e de grão fino

Parte 2: Tolerâncias, dimensões e características do perfil

35

Terminada1)

2009

Versão Portuguesa de Norma Europeia

NP EN 10217-1

Tubos soldados em aço para aplicações sob pressão

Condições técnicas de fornecimento

Parte 1: Tubos de aço não ligado com características especificadas à temperatura ambiente

47

Terminada1)

2010

Versão Portuguesa de Norma Europeia

NP EN 10305-3

Tubos de precisão em aço – Condições técnicas de fornecimento - Parte 3: Tubos soldados e calibrados a frio

28

Terminada1)

 

Versão Portuguesa de Norma Europeia

NP EN 10305-5

Tubos de precisão em aço – Condições técnicas de fornecimento - Parte 5: Tubos soldados e calibrados a frio quadrados

e rectangulares

27

Terminada1)

2011

Versão Portuguesa de Norma Europeia

NP EN 10208-1

Tubos em aço para redes de fluídos combustíveis - Condições técnicas de fornecimento - Parte 1: Tubos de classe A

47

Terminada1)

2012

Versão Portuguesa de Norma Europeia

NP EN 545

Tubos, acessórios e elementos acessórios de ferro fundido dúctil e respectivas juntas, para sistemas de abastecimento de água

Requisitos e métodos de ensaio

99

Terminada1)

 

Versão Portuguesa de Norma Europeia

NP EN 1562

Fundição – Ferros Fundidos Maleáveis

24

Terminada1)

1) Estes documentos definitivos estão disponíveis no Instituto Português da Qualidade.

 
© APTA 2018
Política de Privacidade | Termos e Condições | Adicionar aos Favoritos
Máquina Digital