DESTAQUE nº 55 - JAN 2017
DESTAQUE nº 56 - MAI 2017
DESTAQUE Nº 57 - SET 2017
DESTAQUE Nº 58 - JAN 2018
Sistemas de Canalização
Especificações e Gamas
Aplicações
 
Análise de Acessórios EN 10242
Análise de Tubos EN 10255
Acessórios - Info Certificados
Certificados há muitos !!!
Tubos de aço
Acessórios de Tubagens
Roscas de Tubagens
Válvulas Ranhuradas
Válvulas Industriais
Processos de ligação
Fichas técnicas - Sistemas
Instalação - Orientações
Documentação APTA
Cálculo Hidráulico
Jornadas técnicas
Documentos de Inspecção
Notícias
FAQS
Quem Somos
Actividades
Empresas Associadas
Estatísticas
contactos
Links
PESQUISA
LOGIN

Recuperar senhaRegisto
Newsletter
Certificação

Por decisão do Governo, através do Decreto-Lei n.º 390/89 de 9 de Novembro, confirmado pela Portaria n.º 193/2005 de 17 de Fevereiro (Capítulo XXI, Secção III), a certificação da qualidade dos tubos e acessórios para canalizações em aço ou ferro fundido é obrigatória em Portugal.
Neste contexto deve exigir-se o seguinte:

a) Que os tubos de aço da série média galvanizados, sejam fornecidos com certificado de qualidade emitido pela CERTIF-Associação para a Certificação de Produtos e devidamente marcados em conformidade com as normas EN 10255 e EN 10240.

b) Que os acessórios roscados em ferro fundido maleável galvanizados, sejam fornecidos com certificado de qualidade emitido pela CERTIF-Associação para a Certificação em conformidade com a norma EN 10242.

Enquadramento legal

A Portaria n.º 193/2005 de 17 de Fevereiro, ao estabelecer a relação das disposições legais a observar pelos técnicos responsáveis dos projectos de obras e sua execução, dá um importante contributo à organização e integração da numerosa e dispersa regulamentação aplicável ao sector da construção, conforme exemplificado no seguinte organigrama:

A mesma, por via da Secção III do Capítulo XXI e no contexto dos requisitos referentes a tubos e acessórios para canalizações de aço e de ferro fundido maleável, reforça a aplicação do Decreto-Lei n.º 390/89 de 9 de Novembro, o qual obriga à certificação destes produtos, quer se destinem a instalações industriais quer a instalações domésticas de água e outros fluidos.

Esta certificação obrigatória implica a conformidade com as seguintes normas europeias:

a) NP EN 10255 : para os tubos de aço para canalizações, acrescida da NP EN 10240 para os tubos de aço galvanizados.

b) NP EN 10242 : para os acessórios roscados de ferro fundido maleável, pretos ou galvanizados.

Sendo os respectivos certificados de conformidade emitidos pela CERTIF e a fiscalização realizada pela ASAE.

Assim, aquando da utilização deste tipo de tubos e acessórios, os Exmos. Profissionais devem assegurar-se que os mesmos possuem a licença para uso da marca produto certificado emitida pela CERTIF.

Obrigações decorrentes

Conforme estabelecido pela Portaria n.º 193/2005, incumbe aos técnicos responsáveis pelos projectos de obras e sua execução garantir o cumprimento da certficação obrigatória imposta pelo Decreto-Lei n.º 390/89.

As entidades e empresas de fiscalização desempenham claramente um papel fundamental na observância destas questões, devendo prever nos seus procedimentos operativos a verificação destas conformidades obrigatórias.

Em particular, os Departamentos do Estado, Empresas do Sector Público, Câmaras Municipais, Sérviços Municipais de Águas e Saneamento, Entidades Gestoras públicas ou privadas, etc., no seu importante papel de clientes (donos de obras), ou se aplicável, na qualidade de entidade fiscalizadora, têm a responsabilidade de serem exemplares na forma e método de actuação, e naturalmente coerentes com os regulamentos que elaboraram, ou ajudaram a elaborar, para o correcto funcionamento do mercado. Naturalmente, estas exigências devem ser implementadas e exemplificadas nos concursos públicos para aquisição de bens ou serviços.

 

Exemplo 1:

Especificação/encomenda de 600 metros de tubos de aço, para aplicação em redes de águas, com dimensão 2”, fornecidos com revestimento de protecção por galvanização e devidamente certificados pela CERTIF:  

Forma descritiva:

600 m de tubos de aço, dimensão 2”, conformes EN 10255, com costura, da série média, com revestimento galvanizado conforme EN 10240 e certificação da conformidade CERTIF.

Forma alternativa codificada e normalizada: 

600 m - tubos W - 2” - M - EN 10255 - EN 10240 - certificação CERTIF.

Exemplo 2:

Especificação/encomenda de 50 tês em ferro fundido maleável roscados, para aplicação em redes de águas, com dimensão 2”, fornecidos com revestimento de protecção por galvanização e devidamente certificados pela CERTIF: 

Forma descritiva:

50 Acessórios em ferro maleável roscados e galvanizados do tipo tê, dimensão 2”, conformes EN 10242-símbolo de projecto A e certificação da conformidade CERTIF.

Forma alternativa codificada e normalizada:

50 tês - 2” - EN 10242 - B1 - Zn - A - certificação CERTIF.

 

Em seguida disponibilizam-se circulares de informação relativas à certificação obrigatória:

Circular de informação técnica de Março de 2017:

APTA-Circular de Informação Técnica-Mar2017_1018.pdf (297 KB)

 

Circular de informação técnica de Março de 2012:

APTA-Circular de Informação Técnica-Mar2012v2_821.pdf (320 KB)

 

Circular de informação técnica de Outubro de 2006:

APTA-Circular Certificação Out2006_923.pdf (297 KB)

 

 

 
© APTA 2018
Política de Privacidade | Termos e Condições | Adicionar aos Favoritos
Máquina Digital