DESTAQUE nº 55 - JAN 2017
DESTAQUE nº 56 - MAI 2017
DESTAQUE Nº 57 - SET 2017
Quem Somos
Empresas Associadas
Actividades
 
União Roscada-Funcionamento
União Ranhurada-Funcionamento
Especificações e Gamas
Aplicações
Certificação
Tubos de aço
Acessórios
Válvulas
Processos de ligação
Fichas técnicas
Instalação
Documentação
Cálculo
Formação - Jornadas técnicas
Documentos de Inspecção
Notícias
Estatísticas
FAQS
Links
contactos
PESQUISA
LOGIN

Recuperar senhaRegisto
Newsletter
Junta Rápida-Funcionamento

O processo de ligação por compressão, normalmante designado por junta rápida, consiste numa união mecânica realizada por roscas de fixação sem estanquidade no filete NP EN ISO 228-1 até à dimensão 2 1/2 (DN 65) inclusive e flanges de aperto através de 4 parafusos para a dimensão 3 (DN 80)1) ou 6 parafusos para a dimensão 4 (DN 100), conforme ilustrado na figura. Após a introdução dos componentes da junta no tubo de aço, pela ordem e posição correctas (ver detalhe A ou D da figura), mediante a porca ou a flange de aperto (conforme a dimensão), os três componentes internos serão comprimidos entre si, com os seguintes efeitos (ver detalhe B da figura):

1. A junta elastomérica criará a zona de estanquidade, entre o interior do corpo base e a superfície externa do tubo.

2. A anilha em aço garantirá que a junta elastomérica sofre uma compressão uniforme ao longo de todo o seu perímetro.

3. O segmento em aço fixará o conjunto ao tubo de aço, através da penetração das suas nervuras interiores na superfície exterior do tubo (ver detalhe C da figura).

1) O sistema de aperto por flange também é utilizado na dimensão 2 1/2 (DN 65) em joelhos e tês (ver Gama).

 

Assim, a junta rápida dupla configura uma união facilmente desmontável e remontável nas duas extremidades. A desmontagem é efectuada com o desaperto da(s) rosca(s) de fixação NP EN ISO 228-1, através da respectiva porca para dimensões até 2 1/2 (DN 65) ou com o desaperto dos parafusos da(s) flange(s) para as dimensões 3 (DN 80) ou 4 (DN 100), ocasionando a libertação dos componentes internos (junta, anilha e segmento).

No caso das juntas rápidas de transição (juntas macho, fêmea e tês), na extremidade de união à tubagem através de ligação roscada, são utilizadas roscas de ligação com estanquidade no filete. Sendo as roscas exteriores cónicas (R) e as roscas interiores cilíndricas (Rp), em conformidade com a norma NP EN 10226-1 (ou ISO 7-1). Com estas juntas de transição, incrementa-se significativamente a elasticidade de aplicação, pois viabilizam a ligação directa a troços de tubo de aço conformes NP EN 10255 com extremidade roscada, diferentes válvulas equipadas com extremidades roscadas, acessórios roscados em ferro maleável conformes a NP EN 10242, etc.

 

Pontos fortes:

- Instalação fácil e expedita, implicando apenas o corte do tubo à medida.

- Grande facilidade de montagem e desmontagem.

- Vocacionados para operações de manutenção preventiva e correctiva.

- Extrema facilidade na inserção do novos troços, derivações e componentes.

- Utilizações em tubagens de aço de diversas espessuras.

 

 
© APTA 2017
Política de Privacidade | Termos e Condições | Adicionar aos Favoritos
Máquina Digital