DESTAQUE nº 55 - JAN 2017
DESTAQUE nº 56 - MAI 2017
DESTAQUE Nº 57 - SET 2017
DESTAQUE Nº 58 - JAN 2018
DESTAQUE Nº 59 - JUL 2018
Sistemas de Canalização
Especificações e Gamas
Aplicações
Certificação
Tubos de aço
Acessórios de Tubagens
Roscas de Tubagens
Válvulas Ranhuradas
Válvulas Industriais
Fichas técnicas - Sistemas
Instalação - Orientações
Documentação APTA
Cálculo Hidráulico
Jornadas técnicas
Documentos de Inspecção
Notícias
FAQS
Quem Somos
Actividades
Empresas Associadas
Estatísticas
contactos
Links
PESQUISA
LOGIN

Recuperar senhaRegisto
Newsletter
Processos de ligação

Os diversos processos utilizados para a ligação de tubos de aço de uma instalação, destinam-se não apenas a unir os diversos troços tubo entre si, dado que os tubos de aço são fornecidos com um comprimento normalizado (por ex. 6 metros), mas também a unir esses tubos aos acessórios, válvulas, bombas, reservatórios e outros equipamentos.

Os principais processos de ligação de tubos em aço são os seguintes:

1. Ligações roscadas; 
2. Ligações soldadas;
3. Ligações ranhuradas;
4. Ligações por compressão;
5. Ligações flangeadas.

Os principais factores de selecção entre os cinco processos de ligação anteriores numa determinda instalação têm a seguinte tradução:

a. Tipo de fluído;
b. Pressão e temperatura de serviço;
c. Dimensão da tubagem;
d. Espessura do tubo de aço;
e. Existência de revestimento interno dos tubos; 
f. Necessidade de desmontagem;
g. Localização da(s) ligação(ões);
h. Custo.

Em todas as instalações de tubagens destacam-se quatro utilizações das ligações, a saber:

u1. Ligações correntes de emenda entre dois tubos;
u2. Ligações entre um tubo e um acessório de tubagem ou entre dois acessórios, visando a realização de mudanças de direcção, derivações, cruzamentos, reduções do diâmetro (através de curvas, joelhos, tês, cruzetas, reduções, etc.);
u3. Ligações da tubagem a componentes desmontáveis incorporados ao longo da mesma, tais como: válvulas, contadores, purgadores, etc.;
u4. Ligações da tubagem a componentes desmontáveis incorporados nos extremos da mesma, a montante ou a jusante, consistindo na união a um equipamento, máquina ou dispositivo, como por exemplo: depósito, bomba, compressor, caldeira, torneira, etc.

Estas quatro utilizações descritas podem, em termos de função, ser agrupadas em dois tipos:

- Ligações permanentes, que compreendem as utilizações u1 e u2;

- Ligações desmontáveis e remontáveis, extensiveis às utilizações u3 e u4.

Toda a anterior reflexão realça o fundamental papel dos acessórios de tubagem, que sendo desenhados com o objectivo de incorporar todas as necessidades e especificidades anteriormente descritas, resultam numa diversidade de soluções resumida na figura abaixo.

 

 Fonte: Tema em Destaque da APTitude n.º 42.

 

 
© APTA 2018
Política de Privacidade | Termos e Condições | Adicionar aos Favoritos
Máquina Digital