PRÓXIMO TEMA JAN 2019 (Nº 60)
DESTAQUE Nº 59 - JUL 2018
DESTAQUE Nº 58 - JAN 2018
DESTAQUE Nº 57 - SET 2017
DESTAQUE nº 56 - MAI 2017
DESTAQUE nº 55 - JAN 2017
Sistemas de Canalização
Especificações e Gamas
Aplicações
Certificação
Tubos de aço
Acessórios de Tubagens
Roscas de Tubagens
Válvulas Ranhuradas
Válvulas Industriais
Fichas técnicas - Sistemas
Processos de ligação
Instalação - Orientações
 
Fichas Técnicas
Manual do Instalador APTA
Revista APTitude
Temas em Destaque
Especificações Técnicas
Folha de cálculo RI Armadas
Folha de cálculo RI Sprinklers
Folha de cálculo Rede Gás
Cálculo Hidráulico
Jornadas técnicas
Documentos de Inspecção
Notícias
FAQS
Quem Somos
Actividades
Estatísticas
Empresas Associadas
contactos
Links
PESQUISA
LOGIN

Recuperar senhaRegisto
Newsletter
Folha de cálculo Rede Águas

Folha de cálculo em “Excel” desenvolvida pela APTAque possibilita de uma forma prática, intuitiva e rápida o dimensionamento de redes de águas para edifícios, utilizando o sistema de canalização constituído por:

  • Tubos de Aço da série média EN 10255 e EN 10240;
  • Acessórios em Fundição Maleável Roscados EN 10242.

Esta folha de cálculo foi dotada de uma assinalável flexibilidade de utilização, quer em termos de personalização dos parâmetros de dimensionamento, quer em termos de sequência de cálculo. De facto, a mesma possibilita que o cálculo das pressões seja realizado de forma convencional, isto é, impondo uma pressão mínima de abastecimento da rede predial, com a determinação da perda de pressão ao longo da rede, até aos dispositivos de utilização e verificação de que a pressão dinâmica nesses dispositivos é igual ou superior ao mínimo exigido. Adicionalmente e em alternativa, também possibilita o cálculo de rede do final para o início, ou seja, atribui ao dispositivo de utilização mais desfavorável (correspondente ao trajecto com maior perda de carga) a pressão mínima exigida; a partir deste dispositivo realiza o cálculo dos ganhos de pressão até à entrada da rede, determinando o respectivo valor mínimo da pressão de abastecimento. Em conclusão, nesta última abordagem, usa-se um critério semelhante ao empregue no cálculo de redes de segurança contra incêndios.

A interessante possibilidade do utilizador poder escolher uma das seguintes quatro fórmulas de cálculo das perdas de carga dinâmicas:

1. Flamant;

2. Hazen & Williams;

3. Darcy & Weisbach;

4. Fair & Wipple & Hsiao.

Permite, de uma forma extremamente expedita, a realização de análises comparativas.

Chamamos a atenção para o facto de esta versão exigir a utilização da aplicação Microsoft Office Excel 2007 ou superior.

Nota importante: a descarga desta folha de cálculo implica um registo prévio neste sítio.

 
© APTA 2018
Política de Privacidade | Termos e Condições | Adicionar aos Favoritos
Máquina Digital